Top Ad unit 728 × 90

Destaques

Destaqu

Tudo sobre Microapartamentos: A Nova Tendência do Mercado Imobiliário.


Por Mariana Ferronato

Os apartamentos estão ficando cada vez menores, não é mesmo? E a tendência é que a oferta daqueles REALMENTE pequenos, fique cada vez maior. Mas o que é REALMENTE pequeno? Lembro que algum tempo atrás, cerca de 60m2 faria com o imóvel tivesse esse rótulo, hoje, já não mais (ao menos para a maioria das famílias brasileiras). Enfim, o interessante é perceber que a medida que os tamanhos ficam cada vez menores, logicamente nossa percepção do que é grande, ou não, também muda.

Dito como tendência desde 2013, em metrópoles como New York, Tóquio, Paris e Hong Kong, e considerados por muitos como a nova forma de morar do século 21, o conceito dos microapartamentos começam a ganhar força no mercado brasileiro. Prepare-se, pois mesmo com a sociedade brasileira possuindo uma forte cultura que supervaloriza o "espaço", a tendência é cada vez mais termos apartamentos de até 20m2.

Acompanhe abaixo um resumo que preparamos sobre tudo o que você precisa saber sobre a tendência dos micro apartamentos.


Por que os apartamentos estão "encolhendo"?

O encolhimento é principalmente efeito de alguns fatores, como:

  • Mudanças sociais como a diminuição do núcleo familiar, formado hoje em sua maioria por casais com no máximo dois filhos;
  • Aumento do número de solteiros morando sozinhos;
  • Envelhecimento da população;
  • Aumento do número de viúvos que namoram mas preferem não morar juntos, e sim morar um cada canto;
  • Ampliação da consciência sobre os impactos ambientas causados através do consumo não sustentável, fazendo com que se repense a necessidade de espaços "enormes" e desnecessários;
  • Mulheres no mercado de trabalho e busca da praticidade no dia-a-dia, atrelado a redução da utilização de profissionais domésticos, fazendo com que as pessoas prefiram espaços menores, pois é mais fácil de manter;
  • Tempo como elemento principal da vida, fazendo com que as pessoas não se importem em morar em locais bem menores (com m2 mais caro, mas valor final muitas vezes mais barato), contudo mais próximo do trabalho. 

Microapartamentos no Brasil:

De acordo com o IBGE, em 1980, 5,8% das residências do Brasil eram ocupadas por apenas uma pessoa, hoje, passado mais de 30 anos, este número cresceu muito. Fomos pesquisar no último censo realizado, e veja abaixo os números encontrados pelo Marketingimob e o % de pessoas que moram sozinhas em todas as capitais do país.


Em média 33,2% dos moradores das capitais do Brasil moram sozinhos. Entre as capitais, a cidade onde há mais pessoas morando sozinhas é Florianópolis, e menos, Macapá. Igualmente, a região Sul do Brasil possui mais residências com apenas 1 morador, e a região norte, é onde as pessoas menos moram sozinhas.

O menor apartamento do Brasil foi lançado em novembro deste ano, o Vita Bom Retiro, da Vitacon. Segundo o slogan do empreendimento, é o "menor e mais inteligente apartamento do país", com unidades de 14m2, por R$ 89 mil. Para atingir o público-alvo do imóvel, a construtora conta com uma série de inovações e benefícios para o público single, como o "Vita Visita", apartamento compartilhado para receber hóspedes, que funciona assim como a reserva de um salão de festas, bicicleta e moto compartilhada, Wi-fi nas áreas comuns, guarda-entregas, entre outros itens.

Veja abaixo o vídeo de uma matéria da Exame.com sobre os microapartamentos.


Planta de 14m2 do apartamento Vita Bom Retiro

Microapartamentos no mundo:

Segundo o censo de NY realizado em 2010, 46,3% das pessoas da cidade moram sozinhas e esse é o grupo que mais cresce em relação a outras formações familiares. Em 2013 o prefeito de New York Michael Bloomberg, quebrou a lei de zoneamento da cidade, onde os apartamentos precisavam ter no mínimo 37m2, e lançou o concurso arquitetônico "adAPT", focado em soluções criativas para microapartamentos. Os projetos vencedores foram expostos no Museu de NY, com o objetivo de fomentar a discussão sobre o novo tipo de moradia.

O projeto vencedor em 2013 se chama "My Micro NY". São 55 unidades com tamanhos que variam entre 24 a 33 m2. Possuem amplas janelas, sacada e depósito. Está previsto também, nas dependências comuns, lavanderia, salão de convivência, espaço para bicicleta, academia, cafeteria e jardim na cobertura.



Como mobiliar estes apartamentos?

Arquitetos de diversas partes do mundo se especializam em criar soluções criativas e funcionais que se adaptem a esta nova tendência. Quando se pensa na ideia de morar em um lugar com 14m2, isso pode soar como algo improvável, mas ao ver os vídeos dos projetos e das soluções criativas, uma coisa é certa: Os arquitetos fazem milagre! Um show de utilização inteligente dos espaços, que faz toda a diferença e tornam os microapartamentos atrativos.


Tudo sobre Microapartamentos: A Nova Tendência do Mercado Imobiliário. Reviewed by Mariana Ferronato on 01:00 Rating: 5
All Rights Reserved by Marketing Imobiliário - Marketingimob © 2014 - 2015
Powered By Blogger, Designed by Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.