.
248350638653992
Loading...

Resumo do mercado imobiliário brasileiro - Especial Imóveis Revista Exame


Por Mariana Ferronato

Mesmo com escandalosos índices de aumento de preço dos imóveis em diversas cidades, o mercado imobiliário brasileiro já presencia um cenário de estabilidade. É o que diz a última edição da Revista Exame na matéria de capa "Especial Imóveis - Hora de comprar ou de vender?", que compartilha o resultado de uma pesquisa interessantíssima sobre o mercado imobiliário nas principais cidades do país. O interessante do estudo, é que não somente mostra números, mas também apresenta ao leitor características e o "estágio" do mercado imobiliário de cada região. 

Abaixo compartilho com vocês um breve resumo sobre cada uma das cidades apresentadas. Leia, mas não deixe de comprar a revista. Esta edição realmente está digna de colecionador. 



Transcrição da Revista Exame - Edição 1017 - 30/05/2012
Matéria de: Giuliana Napolitano, Carolina Meyer e Fabiane Stefano


SÃO PAULO
  • São Paulo 
Preço médio dos imóveis usados: R$ 6.295,00 - Alta em 12 meses 24,7%
Preço médio dos imóveis novos R$ 6.110,00

São Paulo a maior cidade do país, não deixa de ser um retrato do Brasil. O mercado viveu dias de euforia absoluta, agora passa por um período mais calmo. A velocidade de vendas foi reduzida a um terço. A tendência é procurar casas maiores em novos bairros. Há também uma geração de compradores em busca de boa infraestrutura e serviços, como estações de metrô.

  • Santos 
Preço médio de imóveis usados: R$ 4.252,00 - Alta em 12 meses 30,8%
Preço médio dos imóveis novos: R$ 6.390,00

Em Santo os imóveis usados registraram a segunda maior valorização do país. Há pouco espaço para novos edifícios em áreas mais nobres da cidade. As construtoras estão em busca de regiões ainda pouco exploradas que há pouco tempo estavam degradadas. 

  • Região do ABC 
São Bernardo
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.635 - Alta em 12 meses 19,3%

Santo André
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.581 - Alta em 12 meses 12,2%

São Caetano
Preço médio dos imóveis usados R$ 4.266 - Alta em 12 meses 16,6%

A proximidade com SP tem aumentado o apelo a região do ABC. Das três cidades que formam a região, São Caetano é a mais valorizada. Em termos de expansão, São Bernardo é a principal do ABC. 

  • Osasco
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.840 - Alta em 12 meses 29,6%

Os altos preços dos imóveis na capital paulista levaram milhares de famílias a buscar um novo endereço nas cidades da região metropolitana, o que fez os preços destas cidades subirem. Em Osasco o baixo número de lançamentos tem reforçado a alta dos preços dos usados. 

  • Guarulhos
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.384 - Alta em 12 meses 20,4%

Os altos preços dos imóveis na capital paulista levaram milhares de famílias a buscar um novo endereço nas cidades da região metropolitana, o que fez os preços destas cidades subirem. Em Guarulhos a classe média paulistana consegue adquirir apartamentos de quatro quartos.

  • Campinas 
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.326 

O mercado de Campinas sempre se beneficiou da presença de jovens para estudar na Unicamp, na PUC ou em outras universidades. Graças ao aumento do número de vagas nas instituições de ensino o número de universitários aumentou muito e com isto incorporadoras locais incrementaram os investimentos em apartamentos de 1 ou 2 dormitórios. A cidade também se destaca no mercado de imóveis de alto padrão.

  • São José dos Campos
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.104

Expansão do mercado imobiliário graças as altas taxas de crescimento da economia local.

  • Sorocaba
Preço médio dos imóveis usados R$ 2.638,00

Expansão do mercado imobiliário graças as altas taxas de crescimento da economia local.


RIO DE JANEIRO

  • Rio de Janeiro
Preço médio dos imóveis usados R$ 7.796 - Alta em 12 meses 28,8%
Preço médio dos imóveis usados R$ 4.660 

O aumento também é devido a fatores como Olimpíadas, Copa do Mundo, e instalação de Unidades de Polícia Pacificadora nos morros cariocas. As regiões com mais obras são o eixo formado entre os bairros Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá., na Zona Oeste. A cidade possui os dois bairros mais caros do Brasil - Leblon e Ipanema. 

  • Niterói
Preço médio dos imóveis usados R$ 4.690
A escassez de terrenos na badalada zona sul do Rio de Janeiro faz com que algumas incorporadoras escolham Niterói para tentar criar uma versão local do Leblon. 

  • Nova Iguaçu.
As incorporadoras oferecem descontos de até 20% para vender os apartamentos encalhados no último ano. 

  • Cabo Frio
Alta em 12 meses 40%

Os principais responsáveis pela alta foram cariocas em busca de uma casa de veraneio. 

  • São Gonçalo
Preço médio dos imóveis usados R$ 2.516 - Alta em 12 meses 5,7%

Segunda cidade mais populosa do RJ, conta com 2/3 dos habitantes na classe C. Quem melhora de vida costuma se mudar para Niterói. 

MINAS GERAIS

  • Belo Horizonte
Preço médio dos imóveis usados R$ 4.735 - Alta em 12 meses 18,9%
Preço médio dos imóveis usados R$ 4.690

Quanto mais perto um imóvel está da agitação da vida noturna, maior o valor de seu metro quadrado.  

ESPÍRITO SANTO

  • Vitória
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.665

A esperança de que a cidade repetisse a euforia vista em outras capitais fez com que as principais incorporadoras do país corressem para lançar milhares de unidades. Mas não teve demanda e os empreendimentos encalharam. O metro quadrado se manteve praticamente inalterado nos últimos 4 anos. 

  • Vila Velha
Preço médio dos imóveis usados R$ 2.995

Vive um momento muito diferente de Vitória. O ano de 2011 teve recorde de lançamentos. As incorporadora que lideram o mercado são as de pequeno porte.

DISTRITO FEDERAL
Preço médio dos imóveis usados R$ 8.100 - Alta em 12 meses 12,5%

Os apartamentos novos das asas Sul e Norte são os mais caros de Braília. Os usados, embora antigos, também estão entre os mais valorizados. Hoje a nova fronteira do mercado imobiliário é o setor Noroeste. O bairro que começou a nascer em 2009, é um dos líderes em termos de lançamentos de médio e alto padrão.

GOIÁS

  • Goiânia
Preço médio dos imóveis usados R$ 2.415
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.260

Os imóveis mais cobiçados são aqueles próximos aos parques da cidade. O Setor Marista é exemplo desse fenômeno.

MATO GROSSO

  • Cuiabá
Preço médio dos imóveis usados R$ 2.597

O que determina a valorização dos imóveis é a proximidade aos principais centros de compras. O bairro Duque de Caxias que tem o metro quadrado mais caro de Cuiabá, é onde fica o Goiabeiras Shopping, um dos maiores da região

RIO GRANDE DO SUL

  • Porto Alegre
Preço médio dos imóveis usados R$3.362

Historicamente os bairros nobres com a maior concentração de pessoas estão distantes do principal cartão postal da cidade, o Rio Guaíba. Hoje esta realidade perde um pouco de sua força pois as incorporadoras resolveram começar a explorar  a Zona Sul da cidade (mais próxima do rio). Contudo, a população de mais alta renda continua se concentrando em bairros como Três Figueiras, Jardim Europa e Bela Vista. No Moinhos de Vento e Petrópolis, regiões tradicionais, não existem espaço para novos empreendimentos e há falta de oferta de imóveis usados de alto padrão. 


PARANÁ

  • Curitiba
Preço médio dos imóveis usados R$3.646

A chegada de grandes prédios comerciais e de escritórios a áreas um pouco mais afastadas do centro tem reduzido a primazia dos bairros tradicionais de alto padrão, como Alto da Glória e Batel. Foi o que aconteceu com o bairro Mossunguê, o mais caro da cidade. 


SANTA CATARINA

  • Florianópolis
Preço médio dos imóveis usados R$4.158

Jurerê Internacionais, bairro criado na década de 80 e que nos últimos anos foi descoberto pelos ricos e famosos de SP, consolida sua posição como o metro quadrado mais caro de Santa Catarina.

BAHIA

  • Salvador
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.688 - Alta em 12 meses 8,1%
Preço médio dos imóveis usados R$ 4.250

Com a diminuição dos terrenos nas áreas mais nobres as incorporadoras passaram a explorar regiões como Imbuí, Pituaçu e Patamares, onde os aptos mais procurados são os com dois ou três dormitórios. Vitória continua sendo o metro quadrado mais caro de Salvador. O mercado de alto padrão de usados e novos continua aquecido.

PARAÍBA


  • João Pessoa
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.314

Vive o processo de valorização de imóveis usados. Em alguns bairros nobres, são poucos os terrenos disponíveis para empreendimentos o que tem elevado o preço dos imóveis existentes. Aos poucos aumenta o número de pessoas existentes de outros estados.

RIO GRANDE DO NORTE

  • Natal
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.372
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.950

À medida que a crise foi piorando na Europa, o ritmo de crescimento das vendas de imóveis em Natal passou a cair. Antes de 2008 os estrangeiros chegaram a responder por 80% dos negócios.  Hoje o estoque está muito alto.


PERNAMBUCO
  • Recife
Preço médio dos imóveis usados R$ 5.122 - Alta de 36,7% nos últimos 12 meses
Preço médio dos imóveis usados R$ 4.400

O tamanho do setor imobiliário dobrou entre 2008 e março deste ano. O mercado em Recife permanecerá aquecido nos próximos cinco anos. No segmento dos usados, o metro quadrado mais caro é o bairro da Jaqueira, na zona norte.


CEARÁ

  • Fortaleza 
Preço médio dos imóveis usados R$ 4.410 - Alta de 17,9% em 12 meses
Preço médio dos imóveis novos R$ 4.410

Depois de dois anos com grande aquecimento, as construtoras diminuíram o ritmo a partir do início deste ano para poder entregar os empreendimentos em construção. Ainda existe algum espaço para aumento de preços mas a cidade está perto do ponto da estabilidade. 

MARANHÃO


  • São Luís
Preço médio dos imóveis usados R$ 3.692

Viveu um momento de euforia e entrou em um processo de acomodação. No entanto não alterou a lista de bairros mais desejados: Ponta do Farol, São Marcos, Ponta d´areia e Calhau.








Transcrição da Revista Exame - Edição 1017 - 30/05/2012
Matéria de: Giuliana Napolitano, Carolina Meyer e Fabiane Stefano



+ Planejamento Mkt 8972031377254926389

Postar um comentário

Início item

QUEM ESCREVE


Meu nome é Mariana Ferronato, trabalho com marketing imobiliário desde 2005, atuando com imobiliárias, corretores e construtoras. Publicitária, apaixonada pelo segmento imobiliário, onde já escrevi mais de 3.000 artigos sobre ações de marketing imobiliário. Atualmente sou gerente de marketing no portal VivaReal. Eu no LinkedIn

CADASTRE-SE GRÁTIS  
E RECEBA O EBOOK: 

"50 Melhores Ações
de Marketing Imobiliário"

Ebook

SIGA NO GOOGLE+

SIGA NO FACE

JÁ POSTEI POR AQUI