Top Ad unit 728 × 90

Destaques

Destaqu

SEO para o mercado imobiliário - 7 dicas


Por: Vagner Rodrigues


"Quem não é visto, não é lembrado" - Mais do que nunca esta máxima popular faz sentido e em tempos de "pergunte ao Google", estar entre os primeiros resultados é meio caminho andado para o seu sucesso online. Especialmente no mercado imobiliário, onde segundo pesquisas, cerca de 67% dos interessados em imóveis buscam suas opções primeiramente no Google.

O post a seguir, dará algumas dicas de como a página de sua imobiliária ou construtora poderá ter um melhor posicionamento nos buscadores do Google, Bing, ou qualquer outro mecanismo de pesquisa. O assunto trata-se de SEO, do inglês Search Engine Optimization, ou "Otimização para Motores de Busca" em bom português, são técnicas que seu site precisa ter para que o seu público lhe encontre ao fazer uma pesquisa em algum buscador.

Se você já possui um site, atente-se em saber se ele preenche os requisitos abaixo. Caso esteja construindo, nem pense em desenvolvê-lo sem considerar as técnicas. Sua meta é manter-se sempre no topo da página de resultado e de preferência em primeiro. Estar nesta posição, além deixar sua empresa 60% mais próxima do clique do internauta, reforça a confiança dele em sua marca. Um termômetro do "Top of Mind" em tempo real.

Para ter um bom SEO você deve observar diversos fatores. Inicialmente, separei 7 tópicos básicos, mas que irão melhorar MUITO a "encontrabilidade" de sua empresa.

1. URL 

Construir uma URL (ex.:http://www.seusite.com/index.html) enxuta e clara é um desafio, principalmente para o mercado imobiliário que possui diversas variantes para o "mesmo" produto. Sendo assim, fale com o desenvolvedor do seu site para manter suas URL's curtas, claras, objetivas e, o mais importante, utilizando palavras-chaves pertinentes à página, mas não faça repetições. Isto não ajudará em nada, bem pelo contrário.



Dica: se a URL contiver uma "frase", o que acontece principalmente em blogs, utilize hifens (-) para separar as palavras. Símbolos como "_", "+" ou "%20" podem não ser bem interpretados pelos indexadores. Ex.: www.seublog.com.br/artigo/otimize-seu-site 


 2. Título da sua página 

Faça com que o título de cada página transmita o seu conteúdo. Isto reforçará a relevância e ajudará o visitante, e o Google, a entender sobre o quê a página trata. Utilizar palavras-chave também é muito importante, mas sem exagerar nas suas ocorrências.

Na primeira imagem abaixo, o título é apresentado com palavras em negrito devido à pesquisa realizada.  Na segunda imagem, o modo como você visualiza o título estando no site.


Dica: Existe o título da página, como você vê acima, e o título do seu conteúdo na página em si. É importante que haja a coerência entre estes: título da página e título do conteúdo na página.



3. Descrição do seu site

Quando seu site aparece nos resultados dos buscadores, juntamente aparece a sua descrição. Este item já perdeu seu poder de influenciar no posicionamento, porém faz toda a diferença ao dizer à pessoa que pesquisa o que é e o que contém o site.

Elabore junto ao responsável pela criação e manutenção de seu site uma descrição breve, e instrua o desenvolvedor que a acrescente no código do site. Tente não ultrapassar 160 caracteres, pois este é o tamanho do texto que aparecerá nos buscadores.  


Dica: Utilize palavras-chaves na descrição. Quando uma pesquisa coincidir com uma das palavras-chaves contidas ali, ela ficará em negrito e dará um destaque visual à descrição.



4. Imagens com descrição

Os indexadores dos mecanismos de busca (robôs automatizados que vasculham seu site para entendê-lo), ainda não possuem a capacidade de "ler" as imagens, sendo assim, ao ler o código de sua página, ele não reconhece do que se trata, prejudicando  seu posicionamento. Instrua o desenvolvedor de seu site que acrescente descrição as imagens, processo que além de facilitar a compreensão dos indexadores, ajuda o usuário, a entender aquela imagem quando passar o cursor do mouse em cima. Veja exemplo abaixo:


Dica: O ideal é que suas fotos no site tenham um nome claro (ex.: apartamento-sala-de-estar.jpg) ao invés de um código genérico atribuído pelo programa de gestão ou câmera fotográfica (ex.: 2000395593.jpg). 


5. Seções e sub-seções

Este é um ponto um pouco mais técnico, porém de muita importância para nós do mercado imobiliário. Dentro da codificação HTML (a linguagem que é construído os sites) existe uma forma de destacar as partes de seu conteúdo, dizendo aos indexadores o que significa aquela área dentro do site (veja exemplo na imagem abaixo).

Hierarquiza-se a informação dentro da página com as tags H1, H2, H3...H6, respectivamente, sendo H1 para a mais abrangente e H6 para a mais específica, seguindo a lógica de "título, seção, sub-seção, etc."  (fique tranquilo, o desenvolvedor lhe entenderá quando comentar com ele sobre isto).


Dica: Não utilize a mesma tag duas vezes na mesma página e nunca desobedeça a hierarquia delas. Se utilizar a H2 e H3 use primeiro a H2 e depois a H3. Lembre-se: pense em seu site de "cima para baixo".


6. Conteúdo e densidade de palavras-chave

Um bom conteúdo é um dos principais fatores que te ajudarão a conquistar um melhor posicionamento no Google. Obviamente, algumas palavras-chave deverão estar presentes em seu texto, desde que sejam utilizadas de maneira correta.

Hoje em dia, a ocorrência das palavras-chave em um texto não faz mais parte dos fatores de posicionamento. Você não precisa "minar" seu conteúdo de palavras-chave, tampouco ignorá-las. O segredo está em escrever de forma natural.

Uma boa explanação para a densidade de palavras-chave encontrada em uma discussão nos fóruns do Google
Dica: Use negrito para dar destaque às palavras-chave em seu texto. Além de dar um certo "movimento", as palavras negritadas serão facilmente detectáveis pelos indexadores do Google que darão maior atenção à elas.


7. Arquitetura do seu site

O site MestreSEO , referência no assunto, fez uma metáfora bem interessante sobre a arquitetura de um site otimizado. Imagine seu site como uma árvore onde a página principal é a raiz e o conteúdo procurado (imóveis, lançamentos, etc.) são as frutas. Se as frutas estiverem no alto, você desistiria logo, se estivessem ao alcance das mãos, você com certeza voltaria.

Resumo da ópera, o ideal é seu site ter uma estrutura achatada e não profunda (árvore alta), pois assim os indexadores não precisaram passar por diversos links para encontrar o que procuram.

Analise a imagem abaixo e converse com o desenvolvedor do seu site sobre este tema.

Estude quais sub-seções poderão migar como categorias em seu site.
Faça isto e mantenha-se atento às métricas de visitações do seu site.

Dica: tenha um "mapa do site" para seus leitores (em HTML) e para os indexadores (em XML), isto ajudará os indexadores a percorrerem suas páginas. 



SEO é um tema tão abrangente quanto dinâmico. Estar atualizado, acompanhando sites e blogs sobre o tema é imprescindível. Em breve retornarei com mais dicas, aprofundando os fatores mencionados acima e indicando referências para você se aprofundar mais sobre o tema. 
SEO para o mercado imobiliário - 7 dicas Reviewed by Vagner Rodrigues on 10:20 Rating: 5
All Rights Reserved by Marketing Imobiliário - Marketingimob © 2014 - 2015
Powered By Blogger, Designed by Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.