Top Ad unit 728 × 90

Destaques

Destaqu

Além dos Badges e Check In's - O uso do Foursquare no Mercado Imobiliário



Por Denis W. Levati

O Foursquare não é a única, mas foi a primeira rede social a fazer sucesso por apostar na geolocalização. Depois dele Facebook, Twitter, Google + entre outros, passaram a se empenhar em conquistar o usuário através de serviços de jogos.

Chega o momento em que a geonavegação através das redes sociais começa a sair da ‘adolescência’ e ser melhor explorada. Muito mais que apenas check-in’s e troca de ‘badges’ a geolocalização tem um grande potencial comercial e o que mostraremos a seguir, são alguns bons exemplos de para aonde aponta este tema.

O Foursquare como rede social

Convenhamos que quando se trata de apenas fazer check-ins em locais e no desbloqueio de badges (forma de incentivo para novos check-ins) a geolocalização torna-se mais uma destas banalidades que servem apenas para diminuir ainda mais nossa privacidade.

Quando comecei a utilizar o Foursquare (que a partir de agora chamaremos de 4sq)  o enxerguei apenas a  descrição acima e não me animei muito. Apenas quando estava prestes a abandonar a brincadeira, descobri que havia outras funcionalidades:  procurando no celular o restaurante em que costumava almoçar, descobri que no concorrente poderia ganhar uma bebida se fizesse um check-in no local. Ganhei uma opção de almoço e entendi que tanto cliente como comerciantes tem a ganhar com a geolocalização.


E as possibilidades vão além: nunca esteve em um restaurante? Vale a pena dar uma olhada nas Tips: as dicas que outros usuários deixaram por ali. Já deixei de ir a um lugar por ler em dessas tips que o “local é ótimo, mas com muita fila”.

Trabalhando como corretor imobiliário, descobri um uso muito particular do 4sq, passo grande segurança ao meu gerente quando ele percebe meus deslocamento pelos standes e plantões. Acrescento fotos e diversas informações particulares nos empreendimentos em que sou o Mayor, o prefeito virtual do local por ter feito maior número de check-ins.

Como em toda rede social, o 4sq tem seus prós e contras. Muitas pessoas reclamam da falta de privacidade ou da fragilidade a que o usuário se expõe. Eu enxerguei no serviço a possibilidade de troca de informações relevantes entre pessoas que frequentam os mesmos locais, uma vez que estas informações não são editadas, está constituida uma ótima ferramenta de opinião do consumidor.

O Foursquare e o Mercado Imobiliário

Se restaurantes, bares, hotéis, resorts, lojas de conveniência têm buscado no Foursquare e na Geolocalização uma nova e potencial ferramenta de marketing, o mercado imobiliário ou não se encantou ou ainda não encontrou uma forma de utilizá-lo.  Acredito mais na segunda hipótese pois três das construtoras mais atentas e propensas a ações via redes sociais já há algum tempo utilizam o recurso Fan Page no 4sq apenas como se estivessem aguardando a hora de agir:


Fan Pages mantidas pelas construtoras com dados atualizados em 07/11/2011

Fácil de criar e de administrar, a Fan Page do 4sq está disponível em português desde setembro e aceita um nome corporativo.  Nela é possível acrescentar locais, casas, apartamentos e empreendimentos, criar listas destes itens e enviá-los para o Twitter ou Facebook. 

Enquanto as Fan Pages não conquistam de vez as empresas imobiliárias, começam a surgir, ainda que timidamente algumas ações.

A Vitacon, construtora paulistana com forte atuação nas mídias digitais, anunciou em seu blog uma ação via 4sq. Durante o mês de outubro, o Mayor de seus empreendimentos recebeu um par de ingressos para o cinema. A promoção não tem maiores explicações nem divulgações, mas pode ser o início de uma maior utilização da rede social para fins de marketing imobiliário. (Segundo Daniel Agrela, que trabalha nas mídias socias da Vitacon, a promoção foi válida apenas no mês de outubro e os receberam seus ingressos) 

A construtora MAC adotou a estratégia de divulgar o empreendimento Decor Paraíso pelo 4sq. O visitante que fizer check-in no stand ganha mini caixas de som personalizadas. Para ter direito ao prêmio, o usuário deverá ser atendido por um consultor no local, avisa uma tip postada no perfil. 

Isso ainda é muito pouco perto daquilo que o mercado imobiliário pode e tem feito em termos de marketing e de prospecção de clientes em outras frentes.

O que vem por ai

Vivemos um tempo em novas tecnologias surgem em profusão e às vezes levamos tempo para nos adaptar ou mesmo optar por utilizar esses recursos. 

É  assim por exemplo com o QR CODE, um código de barras em 2D que pode ser escaneado pela maioria dos celulares modernos e pode conter uma quantidade considerável de informações, mas que ainda não tem sido utilizado massivamente apesar do sempre crescente número de usuários de smartphones equipados com câmeras e internet.



E enquanto o mercado imobiliário decide o que fazer com a geolocalização, o próprio Foursquare percebe o potencial e aponta um caminho. Um híbrido entre o Monopoly (que aqui conhecemos como Banco Imobiliário) e o Foursquare tem sido preparado pela empresa.

Créditos serão distribuidos ao usuário que poderá ‘comprar’ virtualmente um edifício. O game que tem o nome provisório de Metropoli (já teve o absurdo nome de Forsquaropoly) está em desenvolvimento e deverá estar disponível até o final de 2011. Pode ser o que faltava para o mercado imobiliário finalmente se deixar encantar pela geolocalização.




Além dos Badges e Check In's - O uso do Foursquare no Mercado Imobiliário Reviewed by Denis Willian Levati on 14:56 Rating: 5
All Rights Reserved by Marketing Imobiliário - Marketingimob © 2014 - 2015
Powered By Blogger, Designed by Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.